21/05/2017

Inspiração: Bullet Journal



Sou apaixonada por artigos de papelaria desde sempre - e se algum deles me ajudasse na minha árdua missão de ser mais organizada, era impossível não pirar. Já perdi a conta de quantos cadernos, agendas e calendários eu já tive para usar como método de organização, mas falhei na maioria deles. Eu já estava achando que minha desorganização (no modo de pensar, arrumar e planejar) não tinha jeito, mas foi aí que, nesse ano, acabei descobrindo um método incrível que parece poder me ajudar em todas essas questões - e de quebra, me dar um momento para ~respirar~.

Estou falando do bullet journal! O método, também chamado de "diário em tópicos" e criado por Ryder Carroll, é um caderno em que você aplica o sistema de "rapid logging", ou seja, anota rapidamente todas as suas tarefas, afazeres e pensamentos. Ele é a maneira perfeita de se organizar, e o melhor, você desenvolve o seu próprio critério.

Ao escrever em bullets, você consegue controlar a sua rotina, os seus afazeres diários/semanais, visualizar suas metas e organizar não só o que está acontecendo agora, mas também o que você quer que aconteça futuramente. É como se você tivesse, em um mesmo sistema, um diário, uma agenda e uma lista de tarefas totalmente personalizados por você! Não é demais?

O criador disponibiliza um sistema padrão para ajudar na marcação dos seus bullets/tópicos, mas obviamente não é obrigatório segui-los - parta sempre do princípio de usar algo que funcione para você! São esses:


  • "•" - Uma bolinha é uma tarefa, não importa se é simples, elaborada, ou se é da escola ou do trabalho.
  • "X" - Um x é uma tarefa concluída. Pode ser mais legal riscar a tarefa ao invés de fazer um X, mas ajuda a visualizar o que ainda precisa ser feito ou transferido para outro dia.
  • ">" - Um maior que é uma tarefa que migrou para outro momento (tá aí a importância do X!).
  • <" - Um menor que é uma tarefa reagendada.
  • "○" - Um círculo é um evento, não importa qual seja.
  • "-" - Um traço é uma nota, como um acontecimento do dia, um pensamento importante, ou algo que mereça ser lembrado.

Esses símbolos podem ser acompanhados por outros, do tipo um "!" (ponto de exclamação) para mostrar uma inspiração, ou um "*" (asterisco) para mostrar uma prioridade. Novamente, não é necessário segui-los exatamente à risca; se você quiser adicionar, retirar ou substituir esses símbolos por outros (ou não usar símbolos diferentes), fica a seu critério!

Tendo esses símbolos como base, o seu bullet journal pode ser divido por categorias, onde esses símbolos serão efetivamente usados. As que o criador indica são:

Monthly layout:

  • Índice - É uma relação de todas as categorias presentes no seu bullet journal, assim como o número da página em que estão presentes. Fica no início do BuJo.
  • Future Log - É a relação do seu ano. Normalmente é formada por um calendário completo, e com espaços para que sejam anotados datas estipuladas meses antes, como uma viagem, um casamento, ou um aniversário.
  • Monthly Log - É a relação do seu mês. Contém um calendário, bem como a lista de tarefas agendadas/migradas para o mês referido.
  • Daily Log - É o espaço onde o sistema de rapid logging realmente aparece. Nele, você escreve suas tarefas do dia, coisas que precisa lembrar, enfim, é como um "relatório" mais específico do seu dia.

Essas estruturas, claro, não são fixas, mas fornecem uma mega base para que seu bullet journal cumpra com a função de organização. A partir dessas sugestões, você fica livre para criar o formato, a diagramação, o número de páginas respectivas para cada uma dessas categorias, e claro, inserir tudo aquilo que você quer monitorar/organizar. E essas são algumas das sugestões de trackers (monitoramentos) que eu separei pra vocês:









feebujo habit tracker

ref // ref // ref // ref // ref  // ref // ref

Não tem como não pirar! Já quero começar o meu logo! Pra encerrar o post, eu separei dois vídeos de spreads maravilhosos pra inspirarem vocês a começarem o seu bullet journal. Nós temos a tendência de achar que, para ter um BuJo perfeito, ele precisar ser igual às referências do Pinterest, mas se nos dedicarmos em seu objetivo de ser funcional, prático e organizado, todo esse carinho e ~boniteza~ são consequências, não é mesmo?



E aí: tá esperando o que pra começar o seu?
Yaaaay, espero que tenham gostado do post! Fiquei muito orgulhosa do resultado final, fazia tempo que eu não escrevia um post mais longo e detalhado sobre o que eu estou curtindo no momento! Espero que tenham gostado! Vocês têm um bullet journal? Se sim, como se organizam com ele? Se não, ficaram com vontade de ter um? Comentem, vou adorar ler a opinião de vocês!

Nenhum comentário:

Postar um comentário